Posts Tagged ‘ Salael ’

Uma Cidade Perdida – Olhos de Sangue – Parte 2

uma_cidade_perdida_olhos_de_sangue

O conto que vocês estão para ler é um novo relato que se passa após os acontecimentos do conto Uma Cidade Perdida.

Partes

01

A noite estava calma e nenhum som se propagava pela rua onde Omini aguardava a decisão do grupo sobre sua proposta, seu coração palpitava de fervor em ter conseguido reunir um grupo de potencial indescritível e temor em não conseguir fazer deles os heróis que a cidade precisa, sentado em frente a porta do prédio onde todos estavam ele meditava, de pernas cruzadas e olhos fechados, sua mente se distanciava para acalmar seu espírito e seus instintos se aguçavam para mante-lo seguro.

Continue lendo

Uma Cidade Perdida, Olhos de Sangue – Parte 1

uma_cidade_perdida_olhos_de_sangue

O conto que vocês estão para ler é um novo relato que se passa após os acontecimentos do conto Uma Cidade Perdida.

Partes

02

Após 5 anos dos acontecimentos envolvendo Irvine, um assassino de aluguel patriota, e um chefe de uma guilda de crimes, a cidade não é mais a mesma. Algumas gangues se juntaram para estabelecer o caos entre os comerciantes da cidade, pois suspeitaram que o assassino fora pago por eles para tentar reaver seus negócios. A guilda cujo o chefe foi morto a 5 anos foi fundida junto da maior ameça da cidade, a guilda conhecida como aves do amanhecer, uma guerra foi travada nas ruas enquanto parte dos membros de outras guildas tentavam ascender ao poder, as ruas se tornaram palco de uma chacina lastimável e nada do que a milicia fizesse podia conter tal brutalidade. Durante este período varias casas foram saqueadas e famílias assassinadas, ruas de varejo inteiras sumiram devido aos arrastões que eram realizados todos os dias.

Pouca coisa mantem a capital em pé, a política já é praticamente dominada pelo medo e as pessoas não sabem mais em que confiar. Numa época escura como essa é comum que o espirito das pessoas esteja abalado e fraco, a moral da população não lhes permite nem mesmo manter seus negócios abertos ao entardecer e cada noite sem sangue derramado pelas ruas já é uma vitória para os fracos que não podem se defender.

Continue lendo